Em Chopinzinho, 1.300 pessoas já usaram pulseiras de identificação

Escrito por em 12/03/2021

Desde o dia 12 de fevereiro até esta quarta-feira (10), 1.300 pessoas fizeram uso das pulseiras de identificação da Covid em Chopinzinho. Esse método começou a ser utilizado devido aos inúmeros casos de descumprimento do isolamento domiciliar por pessoas com suspeita da doença e infectadas.

Neste momento, são 223 pessoas fazendo o uso das pulseiras, 48 da cor vermelha (positivadas) e 175 da cor laranja (em acompanhamento).  Quem estiver usando qualquer uma das duas não pode circular, exceto na Unidade Sentinela, localizada ao lado da Unidade Básica de Saúde Central, e no Hospital, que são referências no atendimento.

As pulseiras não podem ser removidas ou violadas, salvo pelas pessoas designadas e no momento indicado. Caso isso aconteça, a Vigilância Sanitária faz um auto de infração com possibilidade de multa de R$ 326,10. O caso é encaminhado para o Ministério Público para que a pessoa respondas criminalmente por ação contra a saúde pública.

O mesmo ocorre se a pessoa for flagrada circulando pela cidade, como ocorreu na última sexta-feira (05), com a detenção de uma mulher que teria sido flagrada em um estabelecimento comercial no centro da cidade fazendo uso da pulseirinha que indicava a suspeita de Covid. A mulher, que estava em companhia de uma colega, foi detida na PR-158 e assinou termo circunstanciado.

Fonte: RBJ


[There are no radio stations in the database]