Construção civil tem previsão positiva para 2021

Escrito por em 03/03/2021

Poucos setores se adaptaram tão bem aos desafios impostos em 2020 como a construção civil. A procura pela casa própria foi impulsionada em um momento em que muitas pessoas tiveram que passar mais tempo em seus lares. De acordo com os últimos dados divulgados pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (Cbic), nos primeiros nove meses de 2020 as vendas de imóveis novos tiveram um aumento de 8,4% em comparação com o mesmo período do ano anterior. E a perspectiva para 2021 é de mais crescimento.

A MRV, construtora residencial líder na América Latina, projeta lançar 22 novos empreendimentos no Paraná no ano. Ao todo, os lançamentos vão somar 5.118 unidades habitacionais em sete cidades: Londrina, Cambé, Maringá, Curitiba, Arapongas, Araucária e São José dos Pinhais. Segundo o gestor executivo de vendas da MRV, Willians Ribeiro, além da procura maior dos paranaenses pela casa própria, o cenário de juros também favorece os consumidores. “O país atingiu a taxa de juros mais baixa da história. Como resultado disso, temos financiamentos mais baratos para quem está em busca de realizar esse sonho. De nossa parte, também temos oferecido condições especiais de pagamento e descontos para os clientes no Paraná”, afirma o executivo.

Mercado de Trabalho

O aquecimento do setor também é positivo para o mercado de trabalho. Segundo o Cadastro Nacional de Empregados e Desempregados (Caged), o setor da construção teve o segundo maior saldo de novos postos de trabalho criados em 2020, atrás apenas do agronegócio.


[There are no radio stations in the database]