Mais de 300 prefeitos eleitos gastaram mais que arrecadaram na campanha

Escrito por em 15/12/2020

Termina nesta terça-feira (15) o prazo para prestação de contas dos candidatos a vereador e a prefeito que concorreram na eleição do mês passado.

Segundo o Tribunal Superior Eleitoral, no país há 314 prefeitos eleitos que estão em situação irregular até este momento. Eles gastaram mais do que arrecadaram nas campanhas. Os gastos ilegais somam R$ 16,7 milhões.

A campanha da reeleição do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), apresenta o maior saldo negativo. A dívida é de R$ 4,2 milhões.

Também há 129 candidatos que não informaram à Justiça Eleitoral quanto receberam em doações e quanto gastaram.

Com informações do G1


[There are no radio stations in the database]