Certidões de óbito por síndrome respiratória aguda triplicam após Covid-19

Escrito por em 11/11/2020

As certidões de óbito no Paraná por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) triplicaram desde o registro das primeiras mortes por Covid-19. Foram 276 certidões entre 16 de março e 9 de novembro deste ano.

No mesmo período de 2019, houve registro de 92 certidões.

Os dados constam no Portal da Transparência do Registro Civil, que reúne estatísticas dos cartórios. 

Antes do novo coronavírus, entre 1º de janeiro e 15 de março, foram 19 mortes neste ano, contra 20 no mesmo período de 2019. A maioria dos óbitos é de pessoas acima de 50 anos.

Fonte: G1


[There are no radio stations in the database]