Prefeito esclarece motivos para Piracanjuba não ter sede no município

Escrito por em 24/07/2020

São Jorge D’Oeste vai abrigar a maior fábrica de queijo do Brasil. A unidade é da Piracanjuba e ficará em um espaço de 48,74 hectares, nas margens da PR-281. O anúncio foi feito na terça-feira (21), em solenidade com a presença do governador Ratinho Junior.

A previsão inicial de investimento é de R$ 80 milhões e a expectativa é de geração de 300 empregos diretos. Inicialmente, a fábrica deverá processar cerca de 600 mil litros de leite por dia. Porém, a capacidade de processamento da unidade vai ultrapassar os 2 milhões de litros diários em pleno funcionamento.

Após a solenidade, uma notícia foi veiculada afirmando que a obra teria sido projetada em um primeiro momento para o município de Itapejara D’Oeste. A referida matéria não deu nenhuma explicação adicional.

Nas redes sociais, internautas fizeram referência a possíveis falhas cometidas pela administração pública municipal, afirmado o desinteresse do prefeito em contribuir para que a sede da empresa fosse em Itapejara.

Diante da informação mal explicada, o departamento de jornalismo da Rádio Panorama Fm, preocupado sempre com a veracidade e fundamentação dos fatos que envolvem a comunidade, procurou o prefeito para questioná-lo.

Em entrevista ao repórter Celso Carnelutt, Agilberto Perin afirma que o município foi vítima de uma fake news com cunho puramente político.

De acordo com o prefeito, o município não mediu esforços para que a empresa firmasse sede em Itapejara. Perin afirma que, quando descobriu a intenção da Piracanjuba de se instalar no Paraná, convocou uma reunião com o diretor da empresa e ofereceu a estrutura localizada em Coxilha Rica.

Ele afirmou que a recusa partiu da própria empresa, que, através de estudos rigorosos justificou com vários fatores, entre eles a falta de mão de obra e questões ambientais, o impedimento para o funcionamento da fábrica no município.

Outro ponto destacado pelo prefeito é que a empresa tinha o interesse de se instalar em uma região centralizada da bacia leiteira do Sudoeste e por uma questão de logística a escolha foi São Jorge D’Oeste.

Ouça a entrevista com o prefeito:


[There are no radio stations in the database]