Julho Amarelo alerta para prevenção das hepatites

Escrito por em 22/07/2020

A secretaria estadual de Saúde reforça, durante todo este mês, as ações de prevenção e atenção às hepatites, com atividades direcionadas a profissionais que atuam diretamente no atendimento à população.

O Julho Amarelo foi instituído em todo o país no ano passado para ressaltar que existem, no SUS, diagnóstico precoce e tratamentos para as hepatites. As hepatites são um grupo de doenças que provocam inflamação do fígado. As mais frequentes são as virais.

A hepatite A está associada à ingestão de água ou de alimentos contaminados. A hepatite B é uma doença crônica e, caso não haja diagnóstico,  pode evoluir por muitos anos, provocando problemas como cirrose, câncer e falência do fígado.

Ainda que silenciosa na maioria dos casos, a hepatite pode apresentar sintomas como mal-estar, fraqueza, dor de cabeça, febre baixa, falta de apetite, cansaço, náuseas e desconforto abdominal na região do fígado, olhos e pele amarelados, fezes esbranquiçadas e urina escura.

A secretaria reforçará todas as orientações sobre a importância da prevenção, diagnóstico precoce e manejo das hepatites para profissionais das 22 Regionais de Saúde e dos serviços especializados através de uma videoconferência, que será na próxima segunda-feira. A programação inclui assuntos como a evolução clínica, medicamentos e impacto da pandemia da Covid-19 nos casos e tratamento das hepatites.

Informações – Agência Estadual de Notícias.


[There are no radio stations in the database]