Câmara dos Deputados aprova MP que muda regras do crédito rural

Escrito por em 20/02/2020

A Câmara dos Deputados concluiu a votação da Medida Provisória 897, conhecida como “MP do Agro”. O texto prevê mudanças relacionadas ao crédito rural, ampliando em R$ 5 bilhões o valor do financiamento para o agronegócio no Brasil e permitindo que outros agentes financeiros, além dos bancos, façam empréstimos para produtores agrícolas. A medida permite que o produtor rural divida sua propriedade em porções menores para usar como garantia em operações de crédito. Atualmente, o produtor rural é obrigado a oferecer todo o terreno como garantia. Isso é problemático porque, por vezes, o imóvel vale mais que o valor do financiamento. 

O texto-base já havia sido aprovado na semana passada. Agora, os deputados votaram os chamados “destaques”, que são trechos do projeto analisados separadamente. O deputados decidiram excluir do texto a parte que determinava o repasse de, pelo menos, 20% dos recursos dos fundos constitucionais do Nordeste (FNE), do Norte (FNO) e do Centro-Oeste (FCO) a bancos privados habilitados para a concessão de créditos. Além disso, de acordo com o projeto, a análise dos empréstimos feitos com dinheiro desses fundos vai deixar de ser tarefa dos conselhos deliberativos das superintendências de desenvolvimento regional.

O Plenário também aprovou o destaque para permitir que a Cédula de Produto Rural (CPR) seja considerada bem de capital essencial à atividade empresarial do emitente. Com isso, pode ser objeto de ações judiciais e incluída em processos de recuperação judicial.

Agora, o texto segue para votação no Senado.

Fonte: Agência do Rádio Mais


[There are no radio stations in the database]